Marcelo Nisinman

Natural de Buenos Aires, Marcelo Nisinman é um dos mais conceituados bandoneonistas solistas do nosso tempo, além de autor de uma vasta obra enquanto compositor e arranjador, que vai desde solos até obras para orquestra sinfónica.
Estudou na sua cidade natal e contactou muito proximamente com A.Piazzolla, do qual se pode dizer que foi o único verdadeiro discípulo. Completou os estudos de composição com Detlev Müller-Siemens, em Basileia, cidade onde fixou residência. Como artista transversal que é, já se apresentou em concerto, em gravações ou desenvolveu projectos com grandes intérpretes vindos, quer da música clássica, quer das músicas tradicionais, assim como com orquestras, big bands e ensembles, tais como Martha Argerich, Gidon Kremer, Gary Burton, Fernando Suarez Paz, Assad Brothers, WDR Big Band, a Philadelphia Orchestra dirigida por Charles Dutoit, entre muitos outros.
Criou em 2009 o ensemble Tango Factory (quarteto), junto com o clarinetista Chen Halevi e, em 2018, apresentou o seu novo ensemble FRANZ (quinteto), em Buenos Aires. Nisinman foi compositor-em-residência, compositor convidado ou intérprete em renomados festivais de música de câmara um pouco por toda a Europa. Como compositor, tem criado reportório que junta o bandoneón à orquestra de cordas ou à orquestra sinfónica, como “Dark Blue Tango” (2012), editada pela Ricordi. É autor da transcrição para piano das “4 Estações de Buenos Aires”, de Piazzolla, estreada (2015) e gravada por Filipe Pinto-Ribeiro.
A sua discografia compreende nove CD muito elogiados pela crítica.

07 Outubro 21h00 – Teatro Municipal de Bragança
TANGO FEST