Lena Belkina

Após ter recebido o 1º Prémio no Concurso Internacional de Canto Gmyria de 2008, em Kyiv, a mezzo-soprano ucraniana Lena Belkina ingressou na Ópera de Leipzig quando tinha apenas 21 anos. Posteriormente, tornou-se solista da Ópera Estatal de Viena.
Foi nomeada pelo International Opera Awards como jovem cantora da temporada 2020/21.
Foi convidada de muitas temporadas de concertos, como Jerusalém, Monte Carlo e a Konzerthaus de Viena, onde acompanhou o famoso tenor José Carreras na sua digressão de despedida.
Lena Belkina deu o passo decisivo para os holofotes internacionais em 2012, com o papel de Angelina na ópera “La Cenerentola”, de Rossini. A gravação em vídeo ao vivo foi premiada com o 64’ Prix Italia e o Prémio do público do Festival de Varsóvia. Desde então, esta versão cinematográfica foi exibida na TV em vários países do mundo.
Belkina é uma aclamada intérprete de bel canto e Rossini. Participou no Festival de Ópera Rossini na ópera “Aureliano em Palmira”, que ganhou um International Opera Award, em 2015.
Durante as temporadas passadas, foi convidada por vários dos principais teatros de ópera e produções mundiais, como o Teatro di San Carlo Napoli, Opéra de Lausanne, Grand Théâtre de Genève, New National Theatre em Tóquio e Wiener Staatsoper.
Gravou dois CDs com a SONY Music: após o seu aclamado álbum de estreia “Dolci Momenti”, com Belcanto-Arias de Rossini, Bellini e Donizetti (2015), seguiu-se o álbum “Classic Vienna”, com obras de Mozart, Gluck e Haydn, acompanhada pela Orquestra Sinfónica da Rádio ORF (2017), e o álbum “Spring Night”, com canções de Tchaikovsky e Rachmaninov, lançado pela editora Solo Musica, em 2021.

09 Outubro 17h00 – Teatro Municipal de Bragança
CONCERTO DE ENCERRAMENTO – GALA ÓPERA