Foto: Guido Werner

David Castro-Balbi

David Castro-Balbi começou a tocar violino com 5 anos. Mais tarde, concluiu a sua formação no Conservatório Superior de Música de Paris, na classe de Svétlin Roussey, na Escola Superior de Música Hanns Eisler de Berlim, na classe de Kolja Blacher, e na Escola Superior de Música Franz Liszt, em Weimar, na classe de Friedemann Eichhorn. Em 2009, com 15 anos, foi escolhido para tocar a solo na Sala Victoria, em Genebra, e no Théâtre du Champs Elysées, em Paris, sob a direcção de Seiji Ozawa.
É vencedor de diversos Primeiros Prémios em concursos nacionais e internacionais, como o Young Artist Competition, em Colorado, o Mirecourt International Violin Competition, o International Louis Spohr Competition for Young Violinists, em Weimar, o Bacewicz Chamber Music International Competition, em Łódź, entre outros.
Entre 2015 e 2016, foi solista da orquestra do Theater Gera-Altenburg. Desde março de 2021, é solista convidado na orquestra Staatskapelle Weimar. Apresenta-se frequentemente em trio com o violoncelista Alexandre Castro-Balbi e o pianista Lucas Debargue. David toca um instrumento feito por Giovanni Battista Gudagnini (1690), que chegou a pertencer a Louis Spohr.